Distúrbios de Pele

Câncer de Pele

É o câncer mais frequente: representa 25% dos tumores malignos registrados no Brasil. Existem diversos tipos de câncer de pele, sendo o carcinoma basocelular e o carcinoma espinocelular os mais frequentes. O melanoma é o tipo mais agressivo, que pode causar metástase à distância e com maior letalidade. O carcinoma basocelular é o mais comum dos tumores de pele. Apresenta-se sob várias formas clínicas, geralmente como uma mancha avermelhada que descama, ou uma ferida que não cicatriza.

Acomete preferencialmente face, peito, mãos e braços, locais mais expostos ao sol. Possui crescimento lento, é destrutivo localmente e raramente causa metástases. Segundo tipo mais comum de câncer de pele, o carcinoma espinocelular ocorre mais na face, podendo acometer lábios também. Pode surgir a partir de ceratoses solares ou queratoses actínicas ou em cicatrizes de queimadura. O principal responsável pelo desenvolvimento do câncer de pele é o sol. A radiação ultravioleta aumenta muito durante o verão, especiamente entre as 10 e 16 horas. A radiação também está presente nas câmaras de bronzeamento artificial, sendo um risco à saúde.O tabagismo também é um fator de risco, principalmente para o carcinoma espinocelular. Portanto, para a prevenção do câncer de pele é importante evitar a exposição solar entre as 10 h e 16 horas, aplicar uma camada generosa de filtro solar, reaplicar o filtro a cada 2 a 3 horas se estiver na praia ou piscina e utilizar outros meios de proteção com chapéu e roupas com filtro solar, óculos escuros e guarda-sol. Além disto, é importante uma visita anual ao dermatologista para verificar sinais e manchas suspeitas de câncer de pele.

® Copyright 2011. Todos os direitos reservados à Clarissa Berti. By  NeuroDigital.